sexta-feira, 25 de julho de 2008

Educação e tecnologia

EDUCAÇÃO E COMUNICAÇÃO


A educação é há muito tempo uma instituição social importante. Os meios de informação e comunicação já conquistaram as pessoas pela facilidade e comodidade que lhes traz. Dessa forma, o maior número de pessoas procuram, cada vez mais conhecer e se informar dos meios eletrônicos e tecnológicos que têm ao seu dispor.

Vivemos num contexto de aprendizagem permanente. Cada vez mais as pessoas sentem a necessidade de estudar e conhecer esses meios para melhor trabalhar e viver.

Diante disso, observa-se que as ferramentas tecnológicas, diferente do que se pensa, estão à disposição para serem utilizados, usufruídos, contudo, há de ter cautela e certeza de que eles [os meio de comunicação] são subsídios, e não a única estratégia e solução. Devem ser abordados sempre com contextos e objetivos concretos.

No decorrer do processo de formação da educação, a mesma passa por diferentes contextos, tendo como subsídios diferentes meio de informação/comunicação. Tem-se a partir disso a própria evolução/construção/transformação do ser humano, desde os processos mais rudimentares até a era moderna, da invenção do rádio, televisão, computador, Internet, celular . . .

Diante desse paradigma, observa-se que por outro lado, também há pessoas que resistem às novas tecnologias. Resistem por acreditarem que com a participação destes instrumentos, as pessoas se tornam acomodadas e perdem a prática de pensar, criar e refletir sobre diversos paradigmas.

Percebe-se que isso é realidade para alguns, como educadores, percebemos que muitas vezes nossos alunos, em vez de lerem uma obra, procuram a síntese na Internet e nos entregam. Portanto, o professor, para dar uma atividade desse nível para seus alunos, precisa conhecer esse conteúdo que aplicará. Porque apesar destes, também temos os alunos críticos, criativos, que procuram, buscam se informar cada vez mais sobre os mais variados assuntos.

Não há quem não se comunique, todos o fazem de diversas formas, contudo, em meio a essa era globalizada, esquece-se dos meios mais rudimentares de comunicação. Não há de se ter medo do novo, mas também não podemos nos orientarmos somente pelo antigo.

Vale ressaltar que, entendendo a Educação como um pilar, onde a base é a família, enquanto Educadores, não devemos “educá-los”, pois isso é função da família, mas levá-los a conhecer o desconhecido. O Conhecimento do mundo das letras e da realidade, através de informações e diferentes leituras de mundo É NOSSO DEVER.

Diante disso, a escola precisa repensar urgentemente a sua relação com os meios de comunicação, ou seja, precisa se estabelecer pontes com os meios de comunicação, podendo utiliza-los como melhor forma de motivação do conteúdo de ensino. Levando-se em conta que eles não eliminam o papel do professor, mas auxiliam no desenvolvimento de sua tarefa principal. Para isso, a escola, no seu Projeto Educativo, precisa considerar a questão dos Meios de Comunicação e da comunicação como parte integrante do processo educativo integral do aluno crítico e cidadão, visando construir uma sociedade realmente democrática.

Portanto, interagindo com os meios tecnológicos usufruimos de aspectos positivos, principalmente nos meios da educação, usando-os como aliados ao conhecimento e não tornando um inimigo. Pois essas tecnologias só surgem para nos facilitar a vida.

Marilene dos Santos



CIBERCULTURA: A COMUNICAÇÃO, AS MÍDIAS E A EDUCAÇÃO

Desde os primórdios tem-se a educação como forma de instrução, na qual a mesma servia para a própria sobrevivência. Com o passar dos tempos, a educação passa a desempenhar um processo mais social, sendo vista e abordada como meio de mediação/construção/aprendizagem.

No decorrer do processo de formação da educação, a mesma passa por diferentes contextos, tendo como subsídios diferentes meio de informação/comunicação. Tem-se a partir disso a própria evolução/construção/transformação do ser humano, desde os processos mais rudimentares do barro/argila ao fabrico do papel, até a era moderna, da invenção do rádio, televisão, computador, internet, celular . . .

Os meios de comunicação, diferente do que muitos pensam, estão aí para serem utilizados, usufruídos, contudo, tenhamos a cautela e a certeza de que eles [os meio de comunicação] são um meio, não o único, todo o tempo. Devem ser abordados sempre com contextos e objetivos concretos.

Não há quem não se comunique, todos o fazem de diversas formas, contudo, em meio a essa era globalizada, esquecemos dos meios mais rudimentares de comunicação. Claro, cada atividade em seu contexto. Não devemos ter medo do novo, mas também não podemos nos orientarmos somente pelo antigo.

Neste pressuposto, destaca-se que os recursos multimídia proporcionam uma interatividade na aprendizagem, tornando-a assim uma (re)construção do conhecimento. Estes meios vem ganhando espaço, uma vez que são rápidos e eficazes, garantindo informações e meios de trabalho.

Se destacar-mos os avanços que vem ocorrendo, especialmente na esfera educacional, notamos os avanços imediatos no que diz respeito a essa era da comunicação, onde a escola precisa rever suas inter-relações com os meios de comunicação, uma vez que a escola pode e precisa estabelecer intercâmbios os mesmos.

Estes recursos tecnológicos, não eliminam o papel do professor, pelo contrário, eles auxiliam no desenvolvimento de sua tarefa principal, a mediação do conhecimento.

Diante desse paradigma, observa-se que há pessoas que resistem às novas tecnologias. Resistem por acreditarem que com a participação destes instrumentos, as pessoas se tornam acomodadas e perdem a prática de pensar, criar e refletir sobre diversos paradigmas. No entanto, esquecem de mostrár-lhes para que e por que estes recursos estão aí, de sua verdadeira intenção: a informação.

Entendo a Educação como um pilar, onde a base é a família, assim, nós, enquanto Educadores, não devemos “educá-los”, pois isso é função da família, mas sim, levá-los a conhecer o desconhecido, o Conhecimento do mundo das letras e da realidade, e para tal nos reportamos ao mundo das informações, que são as mídias. Passar informação elas fazem, a reflexão É NOSSO DEVER.

Educação não é informação, é construção de conhecimento.


Daiane Mocellin

A IMPORTÃNCIA DAS TECNOLOGIAS NA EDUCAÇÃO

EDUCAÇÃO E COMUNICAÇÃO

A educação é há muito tempo uma instituição social importante. Os meios de informação e comunicação já conquistaram as pessoas pela facilidade e comodidade que lhes traz. Dessa forma, o maior número de pessoas procuram, cada vez mais conhecer e se informar dos meios eletrônicos e tecnológicos que há ao seu dispor.
Os meios de comunicação, diferente do que muitos pensam, estão aí para serem utilizados, usufruídos, contudo, tenhamos a cautela e a certeza de que eles [os meio de comunicação] são um meio, não o único, todo o tempo. Devem ser abordados sempre com contextos e objetivos concretos.
Vivemos num contexto de aprendizagem permanente. Cada vez mais as pessoas sentem a necessidade de estudar e conhecer esses meios para melhor trabalhar e viver.
Podemos salientar também que o século XX foi a revolução da era digital propriamente dita, ressaltando a interatividade na aprendizagem permanente tornando assim o a reconstrução do conhecimento sistematizado, garantindo o potencial de cada ser humano, para uma nova era.
Se destacar-mos os avanços que vem ocorrendo no que tange a educação e a comunicação, a escola precisa repensar urgentemente a sua relação com os meios de comunicação, ou seja, a escola pode e precisa estabelecer pontes com os meios de comunicação, podendo utiliza-los como motivação do conteúdo de ensino. Contudo, eles não eliminam o papel do professor, pelo contrário, eles auxiliam no desenvolvimento de sua tarefa principal.
Contudo, a escola precisa no seu Projeto Educativo, considerar a questão dos Meios de Comunicação e da comunicação como parte integrante - e não marginal - do processo educativo integral do novo aluno-cidadão, visando construir uma sociedade realmente democrática.

CARLA
JANETE
SEDE

EDUCAÇÃO E COMUNICAÇÃO

Educação é Comunicação e, como tal,deve estar atenta à questão da interatividade, não só entre os sujeito, aluno e professores,mas também das

tecnologias envolvidas,interagindo o cinema,a tv e o vídeo. Hoje também contamos com o apoio da internet que se tornou indispensável na educação

e na vida da humanidade. Não podemos ficar alheios aos avanços que

que a tecnologia nos oferece, mas usufruir de todos os meios oferecidos.Se destacar-mos os avanços que vem ocorrendo no que tange a educação e a comunicação, a escola precisa repensar urgentemente a sua relação com os meios de comunicação, ou seja, a escola pode e precisa estabelecer pontes com os meios de comunicação, podendo utiliza-los como motivação do conteúdo de ensino. Contudo, eles não eliminam o papel do professor, pelo contrário, eles auxiliam no desenvolvimento de sua tarefa principal.
Contudo, a escola precisa no seu Projeto Educativo, considerar a questão dos Meios de Comunicação e da comunicação como parte integrante - e não marginal - do processo educativo integral do novo aluno-cidadão, visando construir uma sociedade realmente democrática.Educação é comunicação, não importa os caminhos percorridos por ela, mas sim os conhecimentos que ela nos trouxe.

Grandes avanços tecnológicos nos cercam todos os dias, enxurradas de informações nos levam a inúmeros questionamentos, mas devemos classificar o que é realmente importante para nossas vidas, e o que é de relevância para nossos conhecimentos.

E interagindo com os meios tecnológicos usufruimos de aspectos positivos, principalmente nos meios da educação, usando-os como aliados ao conhecimento e não tornando um inimigo. Pois essas tecnologias só surgem para nos facilitar a vida.


Desde os primórdios tem-se a educação como forma de instrução, na qual a mesma servia para a própria sobrevivência. Com o passar dos tempos, a educação passa a desempenhar um processo mais social, sendo vista e abordada como meio de mediação/construção/aprendizagem.

No decorrer do processo de formação da educação, a mesma passa por diferentes contextos, tendo como subsídios diferentes meio de informação/comunicação. Tem-se a partir disso a própria evolução/construção/transformação do ser humano, desde os processos mais rudimentares do barro/argila ao fabrico do papel, até a era moderna, da invenção do rádio, televisão, computador, internet, celular . . .

Os meios de comunicação, diferente do que muitos pensam, estão aí para serem utilizados, usufruídos, contudo, tenhamos a cautela e a certeza de que eles [os meio de comunicação] são um meio, não o único, todo o tempo. Devem ser abordados sempre com contextos e objetivos concretos.

Não há quem não se comunique, todos o fazem de diversas formas, contudo, em meio a essa era globalizada, esquecemos dos meios mais rudimentares de comunicação. Claro, cada atividade em seu contexto. Não devemos ter medo do novo, mas também não podemos nos orientarmos somente pelo antigo.

Entendo a Educação como um pilar, onde a base é a família, assim, nós, enquanto Educadores, não devemos “educá-los”, pois isso é função da família, mas sim, levá-los a conhecer o desconhecido, o Conhecimento do mundo das letras e da realidade, e para tal nos portamos ao mundo das informações, que são as mídias. Passar informação elas fazem, a reflexão É NOSSO DEVER.

Educação não é informação, é construção de conhecimentos.

ADRIANA MUNIZ BARRIQUEL E MARLI BIEDERMANN BARRIQUEL.


EDUCAÇÃO E AS MIDIAS

Desde os primórdios tem-se a educação como forma de instrução, na qual a mesma servia para a própria sobrevivência. Com o passar dos tempos, a educação passa a desempenhar um processo mais social, sendo vista e abordada como meio de mediação/construção/aprendizagem.

No decorrer do processo de formação da educação, a mesma passa por diferentes contextos, tendo como subsídios diferentes meio de informação/comunicação. Tem-se a partir disso a própria evolução/construção/transformação do ser humano, desde os processos mais rudimentares do barro/argila ao fabrico do papel, até a era moderna, da invenção do rádio, televisão, computador, internet, celular . . .

Os meios de comunicação, diferente do que muitos pensam, estão aí para serem utilizados, usufruídos, contudo, tenhamos a cautela e a certeza de que eles [os meio de comunicação] são um meio, não o único, todo o tempo. Devem ser abordados sempre com contextos e objetivos concretos.

Não há quem não se comunique, todos o fazem de diversas formas, contudo, em meio a essa era globalizada, esquecemos dos meios mais rudimentares de comunicação. Claro, cada atividade em seu contexto. Não devemos ter medo do novo, mas também não podemos nos orientarmos somente pelo antigo.

Entendo a Educação como um pilar, onde a base é a família, assim, nós, enquanto Educadores, não devemos “educá-los”, pois isso é função da família, mas sim, levá-los a conhecer o desconhecido, o Conhecimento do mundo das letras e da realidade, e para tal nos portamos ao mundo das informações, que são as mídias. Passar informação elas fazem, a reflexão É NOSSO DEVER.
Educação não é informação, é construção de conhecimento.

A educação é há muito tempo uma instituição social importante. Os meios de informação e comunicação já conquistaram as pessoas pela facilidade e comodidade que lhes traz. Dessa forma, o maior número de pessoas procuram, cada vez mais conhecer e se informar dos meios eletrônicos e tecnológicos que há ao seu dispor.

Vivemos num contexto de aprendizagem permanente. Cada vez mais as pessoas sentem a necessidade de estudar e conhecer esses meios para melhor trabalhar e viver.

Diante desse paradigma, observa-se que há pessoas que resistem às novas tecnologias. Resistem por acreditarem que com a participação destes instrumentos, as pessoas se tornam acomodadas e perdem a prática de pensar, criar e refletir sobre diversos paradigmas.

Percebe-se que isso é realidade para alguns, como educadores, percebemos que muitas vezes nossos alunos, em vez de lerem uma obra, procuram a síntese na Internet e nos entregam. Portanto, o professor, para dar uma atividade desse nível para seus alunos, precisa conhecer esse conteúdo que aplicará. Porque apesar destes, também temos os alunos críticos, criativos, que procuram, buscam se informar cada vez mais sobre os mais variados assuntos.


Com os avanços tecnológicos e a modernidade surgiram muitos aparelhos digitais que tornaram nossas vidas mais dependentes e com maior comodidade, por outro lado também tem seus privilégios.

Podemos salientar também que o século XX foi a revolução da era digital propriamente dita, ressaltando a interatividade na aprendizagem permanente tornando assim o a reconstrução do conhecimento sistematizado, garantindo o potencial de cada ser humano, para uma nova era.


Com as novas maneiras de nós nos comunicarmos veio este que chamamos de computador , janela aberta para o mundo ,melhor ainda em tempo real. O outro esta longe ,porem ,próximo,assim estaremos interagindo com varias pessoas ao mesmo tempo,muito legal diversas idéia borbulhando juntas.

Não só no campo intelectual como também nas trocas de experiências ,na diversão ,no bate papo e outras n maneiras de se comunicar,fica sub-entendido que assim vamos potencialisando nossas relações com o mundo globalizado


Se destacar-mos os avanços que vem ocorrendo no que tange a educação e a comunicação, a escola precisa repensar urgentemente a sua relação com os meios de comunicação, ou seja, a escola pode e precisa estabelecer pontes com os meios de comunicação, podendo utiliza-los como motivação do conteúdo de ensino. Contudo, eles não eliminam o papel do professor, pelo contrário, eles auxiliam no desenvolvimento de sua tarefa principal.
Contudo, a escola precisa no seu Projeto Educativo, considerar a questão dos Meios de Comunicação e da comunicação como parte integrante - e não marginal - do processo educativo integral do novo aluno-cidadão, visando construir uma sociedade realmente democrática.


COMUNICAÇÃO E EDUCAÇÃO


Com os avanços tecnológicos e a modernidade surgiram muitos aparelhos digitais que tornaram nossas vidas mais dependentes e com maior comodidade, por outro lado também tem seus privilégios.

Podemos salientar também que o século XX foi a revolução da era digital propriamente dita, ressaltando a interatividade na aprendizagem permanente tornando assim o a reconstrução do conhecimento sistematizado, garantindo o potencial de cada ser humano, para uma nova era.

Educação é comunicação, não importa os caminhos percorridos por ela, mas sim os conhecimentos que ela nos trouxe.

Grandes avanços tecnológicos nos cercam todos os dias, enxurradas de informações nos levam a inúmeros questionamentos, mas devemos classificar o que é realmente importante para nossas vidas, e o que é de relevância para nossos conhecimentos.

E interagindo com os meios tecnológicos usufruimos de aspectos positivos, principalmente nos meios da educação, usando-os como aliados ao conhecimento e não tornando um inimigo. Pois essas tecnologias só surgem para nos facilitar a vida e estão aí para serem utilizados, usufruídos, contudo, tenhamos a cautela e a certeza de que eles [os meio de comunicação] são um meio, não o único, todo o tempo. Devem ser abordados sempre com contextos e objetivos concretos.

Educação é um pilar, onde a base é a família, assim, nós, enquanto Educadores, não devemos “educá-los”, pois isso é função da família, mas sim, levá-los a conhecer o desconhecido, o Conhecimento do mundo das letras e da realidade, e para tal nos portamos ao mundo das informações, que são as mídias. Passar informação elas fazem, a reflexão É NOSSO DEVER.

Idaiana Frizzo

Viviane Silva Gonçalves

"Em todo o homem existe um ímpeto criador. O ímpeto de criar nasce da inconclusão do homem. A educação é mais autêntica quanto mais desenvolve este ímpeto ontológico de criar."
Paulo Freire

quinta-feira, 24 de julho de 2008

Compreenda o que você vê nos outros é o que você tem dentro de si mesmo.
Seus julgamentos são, na verdade, reflexos daquilo que está reprimido ou rejeitado dentro de você.

quarta-feira, 23 de julho de 2008

VIVER SEM SE ARREPENDER

NUNCA SE ARREPENDA DO QUE FIZER,MAS SIM DO QUE DEIXOU DE FAZER.

SONHOS

A VIDA E FEITA DE SONHOS , SE NÃO SONHAMOS NÃO CONSEGUIMOS REALIZAR NOSSOS OBJETIVOS.
A melhor maneira de tornar as crianças boas, é tornando-as felizes.
"Muitas das coisas mais importantes do mundo foram conseguidas por pessoas que continuaram tentando quando parecia não haver mais nenhuma esperança de sucesso".

Dale CarnegieMuitas

INTEGRAÇÃO HUMANISTICA

PRECISAMOS DOS EDUCADORAS TECNOLÓGICAS,PARA QUE NOS TRAGAM AS MELHORES SOLUÇÕES PARA CADA SITUAÇÃO, QUE FACILITEM A COMUNICAÇÃO COM OS ALUNOS, QUE ORIENTEM A CONFECÇÃO DOS MATERIAIS PARA CADA CURSO.
Reflitam:
"Há uma luz indescritível da aurora na velhice intensamente feliz. O jovem é bonito, mas o velho é explêndido". Não conheço o autor, mas acho muito válida a mensagem que nos traz.

TOCANDO EM FRENTE

ANDO DE VAGAR PORQUE JÁ TIVE PRESSA
LEVO ESTE SORRISO PORQUE JÁ CHOREI DE MAIS
HOJE ME SINTO MAIS FORTE, MAIS FELIZ QUEM SABE
SÓ LEVO A CERTEZA DE QUE MUITO POUCO EU SEI
EU NADA SEI.

Alguém

"Haverá girassóis em todas as janelas,
Que os girassóis terão direito a abrir-se dentro da sombra,
E que as janelas devem permanecer, o dia inteiro,
Abertas para o verde onde cresce a esperança!"
Thiago de Mello

Nada

"Quem deixa para depois o que pode fazer logo, perde o que nunca mais encontrará: o tempo".

BOM DIA

" CONHECER AS MANHAS E AS MANHÂS,
O SABOR DAS MASSAS E AS MAÇÂS,
É PRECISO AMOR PARA PODER PULSAR,
É PRECISO PAZ PARA PODER SORRIR,,
É PRECISO A CHUVA PARA FLORIR".

MÍDIA

LIMITES E POSSIBILIDADES DO ÁUDIO E DO VÍDEO NA EDUCAÇÃO.
Não eduques uma criança apenas para vencer na vida, e sim para se feliz, assim ela aprenderá o valor das coisas e não o seu preço.

curso salto

Amigos,amigas ,estudos e brincadeiras viva a vida com amor e paixão.
Sempre que possível converse com um saco de cimento. Nessa vida só devemos acreditar no que é concreto!